• 21 3203-5104
  • 21 2526-1077
Avenida Treze de Maio, 41 - Gr. 903/904 - Centro Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20031-007

Notícias

Caged: mercado desacelera e país cria 155,2 mil vagas de trabalho em janeiro

O Ministério do Trabalho divulgou, nesta quinta-feira (dia 10), que o país criou 155,2 mil vagas de trabalho com carteira assinada em janeiro

O Ministério do Trabalho divulgou, nesta quinta-feira (dia 10), que o país criou 155,2 mil vagas de trabalho com carteira assinada em janeiro. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que reúne o total de admissões e desligamentos mensalmente.

No primeiro mês do ano, o número de admissões foi de 1.777.646, enquanto os desligamentos somaram 1.622.468.

Esses números mostra uma desaceleração em janeiro comparada com o registrado no mesmo mês do ano passado, quando 254,3 mil vagas foram criadas.

Com a exceção de dezembro, que historicamente tem uma retração no mercado de trabalho, o saldo de criação de empregos não fica abaixo das 200 mil vagas mensais desde abril de 2021.

O setor que mais contribuiu para a criação de vagas no primeiro mês deste ano foi o de serviços, com saldo positivo de 102 mil, seguido da indústria geral, 51,4 mil e construção, com 36,8 mil.

A agropecuária registrou saldo de 25 mil vagas criadas. O comércio, por sua vez, teve saldo negativo de 60 mil vagas no mês.

Salário médio

O salário médio de admissão registrou alta em relação ao mês anterior e foi ao maior patamar desde abril de 2021.

Em janeiro, esse salário foi de R$ 1.920,59. Em dezembro, era de R$ 1.805,35 e em abril chegou a R$ 2.007,85.

No mês, o maior valor foi no setor de serviços, que chegou a R$ 2.067,46 e o menor no comércio e reperação de veículos automotores, que registrou média de R$ 1.655,59.

Todos os direitos reservados | © 2022 | Planaccount - Escritorio de Contabilidade | Política de Privacidade
desenvolvido por